• Idioma

Pesquisas > Pesquisas

GRUPOS DE PESQUISA

actLAB - Laboratório de Pesquisa em Arte, Ciência e Tecnologia

Linhas de Pesquisa:
> Arte, Ciência e Natureza
A linha de pesquisa Arte, Ciência e Natureza engloba propostas de investigação artística que atravessem teorias científicas para discutir a relação entre a sociedade contemporânea e a natureza.
> Arte e Culturas Tecnológicas
A linha de pesquisa Arte e Culturas Tecnológicas visa reunir projetos de pesquisa voltados ao exame das práticas culturais que emergem da inserção intensiva da tecnologia nos processos de produção simbólica e compartilhamento de sensibilidades na contemporaneidade. Interessam abordagens críticas e poéticas sobre as transformações dos regimes de visibilidade, de corporeidade, de consumo, de sociabilidade, de cognição em suas dimensões ética, política e estética.

Coordenação:
Prof. Dr. Cesar Augusto Baio Santosbaio.cesar@gmail.com
Profa. Dra. Cláudia Teixeira Marinhomarinhoclufc@gmail.com

GEDEG - Grupo de Estudos Deleuze e Guattari

O Grupo de Estudos Deleuze e Guattari (GEDEG) é heterogêneo e aberto a todos os interessados no pensamento de Gilles Deleuze e Félix Guattari e seus interecessores. Iniciou suas atividades em abril de 2013, escolhendo a obra “O que é a Filosofia?” para seus estudos no decorrer do referido ano. Os participantes definem seus interesses e investimentos em leituras e estudos. Reúne-se, quinzenalmente, nas tardes de sextas-feiras, na sala FILOS no prédio da Faculdade de Educação da UFC no Benfica.

Responsável:
Profa. Dra. Ada Beatriz Gallicchio Kroef ada.kroef@gmail.com

Natureza do Projeto:
Pesquisa

LAMUR - Laboratório Artes e Micropolíticas Urbanas

Linhas de Pesquisa:
> Processos de criação e micropolíticas urbanas
Arte e vida, arte e política, arte e natureza, produção de subjetividade e processos de singularização, intervenções urbanas, cidade e universidade, espaço|tempo sensíveis;
> Processos de criação, pesquisa e docência em artes
Artes, ciências e filosofias, transdisciplinaridade e interdisciplinaridade, pesquisa e vida cotidiana, metodologias, métodos e procedimentos de pesquisa.

Responsável:
Profa. Dra. Deisimer Gorczevskideisimergorczevski@gmail.com

Natureza do Projeto:
Pesquisa e Intervenção

Mais informações sobre o LAMUR:
lamur.ufc@gmail. com | www.facebook.com/pg/lamurufc

LAS - Laboratório de Abrigos Sensíveis

LAS investigate the sensitive relations with the body that may lead us to other ways of learning and creation in dance. We propose to investigate the possibilities of the body and movement through methods inspired by Somatic Education, a field that proposes a learning body in its imagistic, sensory, motor and cognitive dimensions, thus dissolving the mind-body duality. The current project proposes research laboratory a process of artistic creation that has as its guiding principle the corporeality in its sensory aspect. Here, we are interested in the possibilities of dialogue established between dance and other areas of knowledge in the arts, such as hybrids between dance and performance, and between dance and visual arts. In this context, the propositions of two Brazilian artists Lygia Clark and Hélio Oiticica, particularly attract us.

Coordenação:
Profa. Dra. Patricia Caetanotitacaetano@yahoo.com.br
Profa. Ms. Thais Gonçalves

LICCA - Laboratório de Investigação em Corpo, Comunicação e Arte

O LICCA se propõe como lugar de investigação das linguagens do corpo e suas possibilidades comunicativas e estéticas. Reuniões quinzenalmente às quartas-feiras no Centro de Humanidades II da UFC.

Missão:
Realizar leituras, práticas e pesquisa no que concerne aos estudos e fazeres e poéticas do corpo na intersecção entre comunicação e arte.

Descrição:
O Laboratório de Investigação em Corpo, Comunicação e Arte (LICCA) é um grupo de estudo da Universidade Federal do Ceará. Realizamos pesquisa e produção (teórica e prática) em três eixos de interesse: corpo, comunicação e arte. A partir do aporte téorico-metodológico das teorias da comunicação, das teorias do signo, das teorias da arte, das teorias da oralidade, numa perspectiva multidisciplinar, e da realização artística em seus mais diversos suportes, modalidades, meios (teatro, dança, performance, happening, intervenção, instalação, web art, game, cinema, vídeo, etc), o LICCA se propõe como lugar de investigação das linguagens do corpo, em suas manifestações tradicionais ou recentes, e suas possibilidades comunicativas e estéticas, em especial após o surgimento, pluralização e afirmação das tecnologias de comunicação/informação na contemporaneidade.

Coordenação:
Prof. Dr. Antonio Wellington de Oliveira Junior wellington-jr@uol.com.br

LPCA - Laboratório de Pesquisas Cênicas e Audiovisuais

Projeto acadêmico-artístico que indaga nas possíveis interfaces de cena e tecnologia telemática em parceria com a Universidade Federal da Bahia (sob a coordenação da Prof.ª Dr.ª Ivani Santana) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (sob a coordenação do Prof. Dr. Guto Nóbrega).

Responsável:
Prof. Dr. Héctor Andrés Briones Vásquez hecandres@yahoo.com

Natureza do Projeto:
Pesquisa

PoPe - Poéticas da Performatividade

O PoPe tem como missão agrupar artistas e pesquisadores em torno das múltiplas discussões levantadas pelas teorias da performance e da performatividade, em especial no que concerne a coimplicação entre corpo e discurso, bem como materialidade e imaterialidade, daí decorrente. Metodologicamente, o ponto de partida das discussões em grupo são textos teóricos ligados à arte, à antropologia e à filosofia, mas também as próprias obras de arte, as quais em nossa visão podem mobilizar teorias e conceitos de modo específico, interpelando a ciência e a lógica racional que a sustenta. Nosso objetivo é sobretudo fomentar um espaço para a experimentação do pensamento acerca do corpo, da arte, da política, da cultura e da sociedade, dando especial atenção aos discursos minoritários cujos modos de produção da diferença não se adequam facilmente às cartografias vigentes do social, tais como o feminismo, a teoria queer, o anarquismo, o pós-colonialismo, os estudos críticos de raça, o perspectivismo ameríndio, entre outros.

Responsável:
Prof. Dr. Pablo Assumpção Barros Costa pac253@nyu.edu

Natureza do Projeto:
Pesquisa

PROJETOS DE PESQUISA

#MESA (A Brazilian Media Lab)

 M-Lab:#MESA foi o nome dado, em 2016 pelos integrantes do coletivo #ir!, ao projeto do Laboratório Midiático [Media Lab] em Montagem, Experimentações e Sinapses Audiovisuais [#MESA]. Ensaísticas experimentações podem ser estabelecidas na coordenação reflexiva entre os componentes gráficos, visuais e sonoros à disposição, desde processos de busca e montagem [in]conscientes como potências aos ensaios de si no mundo. Ou seja, atualizam-se comportamentos habituais, em que o [ex-]espectador é afetado [despertado] através de choques sensoriais. Nascem formas estéticas como um hábito emergente, característico de épocas históricas em transformação, que guiam a recepção além óptica (extra-contemplação) em afecção da alma. A montagem como estética se estabelece numa coordenação discursiva-dialógica da argumentação reflexiva, dado que o potencial ensaístico ao audiovisual encontra-se nos processos e encadeamentos criados através de distintos planos, imagens, sons que ativem feedbacks no público, e, dessa maneira, transforma-se o audiovisual em um instrumento de conhecimento. Como “Projeto Inovação” para a UFC, o M-Lab:#MESA [A Brazilian Media Lab] consiste em investigações artísticas nas técnicas e tecnologias de montagem entre a moviola (cinema), ilhas de edição analógico- eletrônica (TV) e práticas da composição audiovisual contemporânea (linguagens via banco-de-dados e design). Através das gestualidades do Remix e de estéticas híbridas nas imagens em movimento (Manovich) – entre motion graphics, live cinema, vídeo-interativo off&online, performances kinográficas e lógicas backlot – visamos relacionar o processo de edição como construção da artecomunicação no diálogo reflexivo sobre o mundo que nos rodeia. Ou seja, entre a utilização de equipamentos considerados obsoletos e a proposição de distintos dispositivos audiovisuais para edição off&online, visamos estimular estudantes do ensino superior ao desenvolvimento e transferência de novas tecnologias e inovação através dos gestos de montagem no fazer [neo-]cinematográfico. Obs: #ir! [Intervalos & Ritmos] – grupo de estudos sobre estéticas e modus operandi em montagem audiovisual – trabalha, desde 2015, sobre/nas diferentes gestualidades das formas cinematográficas. Entre a teoria e a prática da edição, com distintas tecnologias/ equipamentos, focamos em analisar obras video-filmográficas de distintos gêneros e em construirmos retóricas audiovisuais através do design em movimento e da pathosformeln (Spinoza; Burke; Warburg; Ginzburg), estéticas do sublime que engramatizam nossas memórias desde exponencial banco- de-dados em rede. Somos um coletivo bastante ativo junto à comunidade acadêmica da Universidade Federal do Ceará, com participação em diversos campi, sendo alguns de seus integrantes cadastrados como bolsistas Projet’ares Audiovisuais (UFC, 2016-2018; bolsas financiadas via SECULT-ARTE e PROGRAD).

Responsável:
Profa. Dra. Milena Szafir
profmilena@manifesto21.tv

Natureza do Projeto:
Inovação

Abrigos Sensíveis: uma proposição sensorial em dança

O proposta deste projeto surgiu a partir dos encontros do grupo de estudos Laboratório Abrigos Sensíveis: Encontros Poéticos em Dança (LAS), o qual reúne docentes e alunos de Licenciatura e Bacharelado em Dança do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará (ICA/UFC), além de uma aluna da pós graduação do PPGArtes-UFC. Propomos pesquisar laboratorialmente um processo de criação artística que tenha como eixo norteador a corporeidade em seu aspecto sensorial. Aqui, interessa-nos as possibilidades de diálogo que se estabelecem entre a dança e as demais áreas deconhecimento em artes, como os hibridismos entre dança e performance, e entre dança e artes visuais. Neste contexto, as proposições de dois artistas plásticos brasileiros, Lygia Clark e Hélio Oiticica, nos atraem especialmente. Trata-se de uma ação inspirada em artistas que evidenciam a sensorialidade em suas criações e procedimentos artísticos, nas quais o público é convidado a uma experimentação sensorial e estética, que pode se dar por meio do uso de imagens, odores, sons e sabores, propiciando múltiplos estados corpóreos. Projeto realizado com apoio da SecultArte – UFC (Três Bolsas Arte).

Responsável:
Profa. Dra. Patricia de Lima Caetano

Natureza do Projeto:
Extensão

Arte | Espaço Comum | Intencidades

Na perspectiva de problematizar a relação entre arte e política, intervir em diferentes espaços da cidade e inventar encontros com as singularidades do viver|conviver|circular, em Fortaleza, tenciona-se um exercício de pesquisa coletivo e transdisciplinar, tendo como uma das questões a relação do público e do privado e entrevendo o espaço comum com a área das artes e suas interfaces com a comunicação, o urbanismo, as ciências sociais e as políticas públicas. Propor a área de artes como lugar de encontro e intervenção nos modos de viver e habitar o urbano é também propor dar a ver a trajetória da arte contemporânea na perspectiva da invenção de territórios existenciais sensíveis. Nessa pesquisa interessa questionar como a arte contemporânea pode gerar afetos, pensamentos e movimentos inventivos, aproximações e dissensos entre (des)conhecidos, afetar os modos de nos relacionar e pensar nossas relações com os espaços-tempos urbanos. E, ainda: O que pode a arte que acontece nas ruas? E que deslocamentos tem provocado especialmente nos espaços públicos? A composição do projeto emerge do encontro de pesquisadores, estudantes, artistas, e, entre eles, alguns participantes dos coletivos Pesquisa In(ter)venções, Aparecidos Políticos, Zinco, Coletivo Audiovisual do Titanzinho e do Projeto de Extensão: Se essa rua fosse nossa – Varal, na UFC.

Responsável:
Profa. Dra. Deisimer Gorczevski

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Pesquisadores|Artistas|Colaboradores:
Anna Lúcia dos Santos Vieira e Silva – Doutora em Belas Artes (Universidad de Barcelona- UB). Professora (Depto. Arquitetura e Urbanismo – UFC)
Fernanda Meireles – Mestre em Comunicação (PPG em Comunicação – UFC)
João Miguel D. de A. Lima – Mestre em Sociologia  (PPG em Sociologia – UFC)
Sabrina K. de Araújo Soares – Mestranda em Políticas Públicas (PPG em Políticas Públicas e Sociedade – UECE)
Rafaela Kalaffa – Estudante em Audiovisual pela Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes (Extensão/UFC), Graduada em Design de Moda (UFC).
Cecília de Queiroz Shiki – Graduada em Artes Visuais (IFCE)
Marcos Venicius – Graduando em Artes Visuais (IFCE)
Maria Fabiola Gomes – Graduada em Letras (UECE); Graduanda em Cinema e Audiovisual (ICA|UFC)
Alexandre Ruoso
Wilma Farias – Mestranda em Artes (PPGArtes- UFC)
Joana Schroeder – Mestranda em Relações Internacionais (IRI/PUC-Rio)
Aline Albuquerque – Mestranda em Artes (PPGArtes – UFC)
Amanda Nogueira – Mestranda em Comunicação (PPG em Comunicação- UFC)

Arte, Política e Representação de Conflitos na América Latina

A pesquisa Arte, política e representação de conflitos na América Latina tem objetivo investigar como artistas latinoamericanos (em particular, do Brasil, Chile, Colômbia, México e Guatemala) criam equivalentes, no campo do sensível, para situações de conflito em seus países.

Responsável:
Prof. Dr. Moacir Tavares Rodrigues dos Anjos Junior

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Artes do Aparato: invenções e intervenções de máquinas simbólicas

Desde o surgimento dos primeiros computadores capazes de processar e gerar imagens, muitos artistas deixaram de lado os aparelhos industriais para se dedicarem à criação de hardware e software próprios, deslocando seus projetos para a criação de novos dispositivos técnicos. Câmeras, projetores, telas e espaços de projeção foram somados às tecnologias de sintetização, pós-processamento, distribuição e interfaceamento de imagens e passaram a compor um repertório técnico inicial para a criação de obras que se apresentam elas mesmas como dispositivos/aparatos abertos à intervenção do público. Para estes artistas do aparato a tecnologia se tornou uma linguagem poderosa para intervir no mundo, revelando tensões, contradições e ambiguidades da mídia e da cultura contemporânea. Esta pesquisa busca identificar estas intervenções, compreendendo como se dão suas articulações conceituais, suas estéticas e seus procedimentos criativos. Para tanto, estes trabalhos serão analisados à luz de um conjunto de teorias em torno do aparato técnico (Jean-Louis Baudry, André Parente, Arlindo Machado e Vilém Flusser) e do dispositivo (Michel Foucault e Gilles Deleuze). Outro vetor de análise serão as relações entre a tecnologia e os processos de mediação, aspecto que será abordado a partir das teorias de Gilbert Simondon, Siegfried Zielinski, Alexander Golloway, Jonathan Crary, Julio Plaza. Juntamente tais análises é proposta a realização de experimentações práticas das abordagens e métodos utilizados para a criação neste campo, de modo a produzir reflexões e explorações sobre as relações entre a arte, a tecnologia e os processos de mediação em vigor.

Responsável:
Prof. Dr. Cesar Augusto Baio Santos

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Arte Urbana com mulheres artistas na cena de Fortaleza: entre-laços de narrativas

Esta pesquisa tem por objetivo acolher narrativas de vivências de criação e produção de mulheres artistas urbanas atravessadas por obras/intervenções produzidas no seio da cena urbana de Fortaleza-CE. Assim, tem-se o intuito de conhecer/afetar/pensar/observar/escutar/ler/transdisciplinarizar as experiências produzidas/instaladas em intervenções urbanas expressadas por processos que passam por invenções de gêneros, urbanidades, corporeidades, poéticas imersos em diálogos artístico-narrativos na cidade.

Responsável:
Profa. Dra. Jo A-mi

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Benditos Penitentes: oralidade, performance e cultura de massa na ordem dos penitentes de barbalha

A pesquisa quer, a partir do registro audiovisual de natureza etnográfica, inventariar, sistematizar, analisar e divulgar a produção artística, tanto de natureza religiosa quanto secular, dos membros das ordens penitentes em Aurora, Barbalha e Nova Olinda, no Cariri (CE), em especial, no que nela pese a permanência, no mundo contemporâneo, dos modos tradicionais de aquisição, processamento, produção e disseminação de informação e suas interfaces com novos processos comunicativos próprios da cultura de massa e recorre, para tanto, ao aporte teórico da filosofia da arte, dos estudos da oralidade, da semiótica, da teoria da comunicação e da cultura visual.

Responsável:
Prof. Dr. Antonio Wellington de Oliveira Junior

Natureza do Projeto:
Pesquisa

BRISA: Territórios Sensíveis

BRISA: TERRITÓRIOS SENSÍVEIS é um projeto de pesquisa e criação artística inserido no campo da arte, tecnologia e corporeidade. Fundamentado metodologicamente na Performance practice as research, propomos que a partir de uma experiência incorporada, questões políticas, poéticas, estéticas e cognitivas possam emergir como campo de possibilidades criativas, de construção de um pensamento crítico, contribuindo para as metodologias de pesquisa em Artes e para novos mecanismos e dispositivos de criação. Para tanto, além da Performance practice as research, BRISA se aproxima do campo da Educação Somática ao explorar processos investigativos de criação que tenham como eixo norteador a corporeidade sensível e em processo (soma), que se engendra na interação mútua com o meio ambiente. O projeto BRISA constitui-se por uma rede transdisciplinar de pesquisa que envolve artistas de diferentes áreas (audiovisual, artes do corpo, arte e tecnologia, artes visuais e música), tecnólogos, geógrafos, urbanistas e moradores das regiões estudadas em uma prática colaborativa de investigação e criação. Ao se propor neste campo de pesquisa, BRISA busca dialogar com as questões da arte na era Anthropocene, investigando novas metodologias e práticas sobre as relações da arte com e para a natureza. Este projeto é realizado numa parceria entre o laboratório de Poéticas Cênicas e audiovisuais|LPCA, coordenado pela Profa. Dra. Walmeri Ribeiro, O Núcleo de arte e novos organismos NANO|EBA|UFRJ, coordenado pelo Prof. Dr. Guto Nóbrega e o Laboratório Abrigos Sensíveis|LAS, coordenado pela profa. Dra. Patrícia de Lima Caetano.

Responsável:
Profa. Dra. 
Walmeri Kellen Ribeiro

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Cães Sem Plumas: a representação de despossuídos na arte contemporânea brasileira

A esta pesquisa interessa investigar, prioritariamente, os modos como a arte brasileira contemporânea tem sido capaz de representar situações de despossessão a que parcelas da população do Brasil são historicamente submetidas. Importa a ela, ademais, discutir criticamente os mecanismos de subjetivação de fraturas sociais que são eventualmente postos em ação por meio das representações dos despossuídos, interrogando sua potência transformadora e, em consequência, política.

Responsável:
Prof. Dr. Moacir Tavares Rodrigues dos Anjos Junior

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Cities Can Fly

Cities Can Fly: New Ways of Doing Research in the City é um projeto de colaboração proposto pelas pesquisadoras Walmeri Ribeiro (UFC|Brasil) e Paula Hildebrandt (HafenCity University | Alemanha), que visa o desenvolvimento de métodos e procedimentos transdisplinares de pesquisa tendo como foco central os estudos de cidade.

Responsável:
Profa. Dra. 
Walmeri Kellen Ribeiro

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Coletivo Audiovisual do Titanzinho - Cine Ser Ver Luz

Nesse estudo interessa criar e acompanhar intervenções urbanas e audiovisuais nas ruas, praças, no farol e na Associação dos Moradores do Titanzinho, no bairro Serviluz, na perspectiva de conhecer como os moradores vivem, convivem e resistem às constantes ameaças das políticas de remoção, na cidade de Fortaleza. Ao propor cartografar os processos de criação e ao que pode a arte como resistência, entendendo resistir como ato de criar e inventar outros mundos, um modo de operar a resistência parece ser disposto nas micropolíticas que insurgem na perspectiva de desnaturalizar as práticas, atuando como política que se pode fazer em toda e qualquer esfera em que transcorra a vida, a ação política dos coletivos e movimentos singulares. A composição desse projeto emerge do encontro com moradores | artistas | pesquisadores | estudantes que participaram da Pesquisa In(ter)venções [http://pesquisaintervencoes.blogspot.com.br] e, nesse percurso, acompanharam a criação do Coletivo de AudioVisual do Titanzinho. Esse Coletivo vem assumindo a proposta de criar um Cineclube, bem como encontrar meios para a intervenção audiovisual local com o desejo de inventar outros modos de visibilizar o bairro e seus moradores, considerando a expressão artística de suas singularidades, outros modos de vida, onde o sentido político e estético encontre um lugar preponderante. Projeto aprovado no Edital 01/14. PIBIC 2014/2015 UFC. Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico Bolsa.

Responsável:
Profa. Dra. Deisimer Gorczevski

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Pesquisadores|Artistas|Colaboradores:
Maria Fabiola Gomes – Graduada em Letras (UECE); Graduanda em Cinema e Audiovisual (ICA|UFC)
Pedro Paulo Fernandes Araujo – Coordenador da Associação dos Moradores do Titanzinho
Gerardo dos Santos Rabelo – Graduado em Ciências Contábeis (FANOR)
Alisson da Silva – Graduando em Cinema e AudioVisual ( UFC)
Sabrina Késia de Araújo Soares - Mestranda em Políticas Públicas (PPG Políticas Públicas e Sociedade – UECE)
João Miguel D. de A. Lima - Mestre em Sociologia  (PPG Sociologia – UFC)
Cecília de Queiroz Shiki – Graduada em Artes Visuais (IFCE)
Marcos Venicius – Graduando em Artes Visuais (IFCE)
Uriel dos Santos – Graduando em Design de Interior (Estácio – FIC)
Ana Paula Oliveira – Graduanda em Cinema e Audiovisual (UFC)
Gabriela Trindade – Graduanda em Jornalismo (UFC)
Amanda Nogueira – Mestranda em Comunicação (PPG Comunicação- UFC)

Crítica como Criação: procedimentos e estratégias comunicacionais dos exercícios críticos no Brasil

Esta pesquisa aborda procedimentos e recursos comunicacionais da produção de críticos de arte brasileiros, tendo como relevância buscar atenuar a grave lacuna e a ausência de debate acerca de tal atividade no Brasil, onde a “crise da crítica” transformou-se em verdadeiro clichê. Foram investigados modos de aproximação e mediação dos acontecimentos artísticos, debates no espaço público das mídias impressas, critérios de análise, sobretudo, entre as décadas de 1960 e 1970, momento em que se pode observar inúmeras transformações na crítica e um processo de profissionalização e diversificação das tarefas de críticos em instituições, universidades, mercado de arte, mídias. Aracy Amaral, Frederico Morais, Ronaldo Brito, Paulo Sergio Duarte, Annateresa Fabris, Paulo Venâncio Filho, Fernando Cocchiarale, Glória Ferreira, Tadeu Chiarelli, Cristina Freire, Marcio Doctors, Mônica Zielinsky, Maria Amélia Bulhões, Sônia Salzstein foram entrevistados e investigados à luz de seus processos. Esses sujeitos autores relataram suas experiências, modos de agir, referências, posicionamentos frente à arte, à cultura, à política, diálogos mantidos com o entorno, contatos com artistas, experiências com a arte, relações com a história da arte e com a própria crítica, instrumentais de análise. Sob a perspectiva da Crítica de Processo, proposta por Cecilia Salles – com base na Semiótica de Charles Sanders Peirce em diálogo com o conceito de rede de Pierre Musso – foi possível discutir a crítica de arte como processo sígnico fortemente marcado por questões comunicativas em uma ampla rede de conexões. Pensamentos críticos e autorreflexivos – componentes inter-relacionados dessa rede e avistados em seu movimento construtivo – tornaram-se subsídios fundamentais para a elaboração de onze campos de procedimentos críticos, em que se evidencia a dimensão comunicativa da crítica de arte em múltiplos direcionamentos: do crítico com seus contextos de ação, em diálogos com os artistas e com o público leitor, como experiência perceptiva diante das obras, como expansão e desdobramento da obra ao debate público. Assim, esta pesquisa propõe uma compreensão da crítica de arte em sua realidade complexa e em constante transformação como um exercício criativo e inventivo – ato de comunicação.

Responsável:
Profa. Dra. Galciani Maria Neves de Araújo

Natureza do Projeto:
Pesquisa

DA AULA... ou sobre desterritorializações estético-científicas nos híbridos contemporâneos de comunicação, educação e arte

A partir do referencial teórico-metodológico inter-multi-transdisciplinar implicado na pesquisa de natureza fenomenológica e da integração constante das dimensões teórica/técnica, assim como de método científico e processo de criação artística, a pesquisa busca aprofundar e sistematizar questões de natureza epistemológica, estética e técnica relativas às interfaces entre comunicação, educação e arte a partir da criação de um curso performático, em que, se recorrendo a uma atitude ensaística e experimental, as relações entre tais campos, assim como, metalinguisticamente, o próprio lugar epistemológico da aula, sejam criticados e investigados. Além de fomentar a reflexão crítica sobre o lugar aula, a investigação deve gerar como produtos finais 1. textos científicos (fichas, diários de campo, relatórios, artigos e ensaios acadêmicos) 2. acervo audiovisual (roteiros, trilhas, fotos, vídeos, site, blogs); 3. dispositivo tecnológico informático-comunicativo com fins didático-pedagógico (hardware e software) 4. linguagens/retóricas experimentais; 5. novas metodologias e recursos didático pedagógicos; 6. uma obra de arte (performática), a ser exibida no Museu de Aveiro, nos quais a integração entre pesquisa e ensino, se dê não de modo artificial, superficial ou colateral, mas constituinte. Pesquisa desenvolvida junto ao ID+ – Instituto de Investigação em Design, Media e Cultura e ao Laboratório de Investigação em Corpo, Comunicação e Arte com bolsa PDE CNPq.

Responsável:
Prof. Dr. Antonio Wellington de Oliveira Junior

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Do Corpo da Cena: cena, alegoria e escritura no teatro contemporâneo

Este projeto, vinculado ao grupo de pesquisa: Laboratório de poéticas cênicas e audiovisuais (LPCA), se propõe como continuidade e desdobramento de um projeto anterior intitulado ?Por uma política do corpo da cena: interfaces alegóricas nas artes da cena contemporânea?. Com o intuito de indagar mais precisamente na ideia da cena como corpo, de como este pode se constituir enquanto escritura, a modo de intensificar seu potencial cênico, problematizando sua forca de representação, é que este projeto vem a se propor com uma pesquisa teórico-prática. Trata este projeto, portanto, não somente de refletir acerca da importância do giro cênico, da quebra da representação, do teor pós-dramático, performativo ou de teatro em campo expandido, entre outros, que os artistas teatrais vêm forjando nesta arte desde inícios do século XX, mas também de como tomar este material como estímulo criativo para poder praticar, construir, inventar outras modalidades de poéticas cênicas.

Responsável:
Prof. Dr. 
Héctor Andrés Briones Vásquez

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Espaço de Criação e Comunicação Ubíqua

Aborda as tecnologias digitais e de rede para refletir sobre as formas de espaço que emergem dos processos da arte urbana, tendo em vista o conceito de criação como ato comunicativo. Tem como foco relacionar uma cultura de projeto – como definida pelo design – e o pensamento da arte para produção de dispositivos digitais que abordem os processos na partição e distribuição de espaços e tempos na cidade contemporânea.

Responsável:
Profa. Dra. 
Claudia Teixeira Marinho

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Fortaleza Oculta - jogos locativos e educação patrimonial

O projeto Fortaleza Oculta tem por objetivo entender de que maneira as Tecnologias de Comunicação e Informação podem servir como um meio de partilhar tanto o patrimônio tangível como intangível da cidade de Fortaleza. Reúne projetos que investem na integração do ambiente concreto e virtual da cidade, para dar visibilidade à memória, à cultura e à história da cidade de forma interativa. Trata-se de um projeto interdisciplinar, que comporta ações de extensão e de pesquisa, que reúne investigações realizadas por pesquisadores do LabRep (PPG AU +D), ACTLab ( PPG Artes- UFC), do GREat (DC-UFC) e CPHC (SECULTFOR) e procura integrá-las a partir da proposição de estratégias de design que possibilitem a articulação entre uma Plataforma de Autoria de JML (JOGO MÓVEL LOCATIVO), uma logísticas de modelagem de um Acervo Digital colaborativo e de um GDD open source; para disponibilizar aos moradores e visitantes da cidade de Fortaleza recursos que possibilitem a eles , a partir das dinâmicas dos jogos, refletir sobre o seu patrimônio cultural (material e imaterial) em um novo cenário de trocas e de conexões como vem sendo desenhado a partir do conceito de cidade inteligente.

Responsável:
Profa. Dra. 
Claudia Teixeira Marinho

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Globalização, Identidade e Cultura

Investigar de que modos e sob que condições a produção em artes visuais do “sul político” do mundo tem formulado uma epistemologia visual crítica que desafia e subverte relações de hierarquias simbólicas estabelecidas pelo “norte político”.

Responsável:
Prof. Dr. Moacir Tavares Rodrigues dos Anjos Junior

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Grupo de Estudo PPGARTES | ICA UFC

O Grupo de Estudos foi criado a partir do Seminário de lançamento do PPGARTES, em abril de 2013, coordenado pelos professores Deisimer Gorczevski e Cesar Baio. No primeiro semestre de 2013, os encontros proporcionaram aproximações com os estudos de Gilbert Simondon, Humberto Maturana e Francisco Varela e Vilém Flusser e suas contribuições para pensar a arte contemporânea e seus enlaces com as tecnologias e a produção de subjetividade. Além dos professores do PPGArtes também contamos com a colaboração da professora Karla Rosane Demoly, estudiosa da obra de Simondon, atualmente, professora na Universidade Federal Rural do Semi Árido – UFERSA, em Mossoró. RN. No semestre 2013-2 os encontros foram pautados por estudos nas temáticas que envolvem: Arte Contemporânea, Espaço Público|Urbano|Comum e Tecnologias. No semestre seguinte, 2014-1, as temáticas de estudos foram propostas considerando questões comuns aos projetos de pesquisa: “Arte| Espaço Comum| IntenCidades”, coordenado pela profa. Deisimer e “Poéticas do objeto: da ancestralidade à internet das coisas” coordenado pelo professor Cesar. Os encontros foram realizados com o objetivo de problematizar o que se entende por objeto técnico, dispositivo, tecnologias e o acoplamento estrutural na perspectiva de mapear os agenciamentos entre corpo e cidade e as marcas e intensidades nos modos de habitar e circular nos espaços da cidade. Também realizamos um encontro com o Coletivo Gambiologia de Belo Horizonte. O Grupo, composto por professores e mestrandos do PPG em Artes, estudantes de graduação do ICA e demais interessados, encerrou suas atividades em 2015.

Coordenação:
Prof. Dr. Cesar Augusto Baio Santos
Profa. Dra. Deisimer Gorczevski

Imagens de Falha: algoritmos inteligentes e a automatização do sensível

O projeto surge do interesse de investigar o que acontece quando os sistemas simbólicos, que nos conectam com o outro e dão forma ao mundo que nos cerca, passam a ser operados por algoritmos que tomam decisões automáticas à respeito do que [de como] vemos. Cada vez mais presentes na vida cotidiana, estes agentes não-humanos aplicam automaticamente filtros de efeitos em fotografias digitais, identificam pessoas e expressões corporais, decidem sobre as imagens que chegam a nós pelos “feeds” das redes sociais e as que encontramos em pesquisas “on-line”. Elas mostram à sua maneira ruas, mapas e imagens via satélite, calculam nossa rota pela cidade e organizam nossos percursos sensoriais, proliferando-se em velocidade rápida, sem que possamos analisar com propriedade seus desdobramentos mais profundos. Ao incorporar tecnologias de inteligência artificial e atuar objetivamente na produção, edição, distribuição e apreensão de imagens, tais sistemas colocam em outra escala o automatismo dos aparatos técnicos de mediação detectado por Vilém Flusser. Ao mesmo tempo em que “auxiliam” em nossas tarefas, estes algoritmos circunscrevem nossa visibilidade, nosso imaginário e nossos modos de ação aos seus próprios parâmetros de operação. Desta problemática surge o interesse de explorar a potência estética do erro, do “glitch” e do ruído nestes sistemas. Nesta poética da falha, busca-se uma maneira de discutir as dimensões políticas e éticas que geralmente encontram-se ocultas nestes programas.

Responsável:
Prof. Dr. Cesar Augusto Baio Santos

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Laboratório Abrigos Sensíveis: poéticas somático-performativas em dança(s)

A Pesquisa Abrigos Sensíveis: Poéticas Somático-Performativas em Dança(s), tem como objetivo investigar procedimentos de criação em dança a partir das experimentações de um corpo vivo, múltiplo e instável, em constante processo de invenção de si e do mundo (corporeidade), tomando a Educação Somática e a Performance (ato performativo) como meios instauradores de processos criativos. Esta pesquisa vem sendo inicialmente desenvolvida com alunos de graduação e pós graduação no grupo de estudos intitulado LAS – Laboratório Abrigos Sensíveis: Encontros Poéticos em Dança, atualmente coordenado pela Profa. Dra. Patricia Caetano, em colaboração com a Profa. Ms. Thais Gonçalves, com a participação de alunos-bolsistas monitores do Programa de Iniciação à Docência (PID) dos cursos de Bacharelado e Licenciatura em Dança do ICA|UFC e uma aluna da pós-graduação do PPGArtes.

Responsável:
Profa. Dra. Patricia de Lima Caetano

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Laboratório de Experimentação da Representação do Projeto: investigação de novas metodologias e tecnologias para o ensino de projeto de design

A finalidade deste projeto é engendrar condições para criação de curso de pós graduação no Departamento de Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal do Ceara (UFC) através da implantação de um Laboratório de experimentação da Representação do Projeto. Em um primeiro momento, nossas atividades estarão voltadas para a criação de recursos a serem utilizados de forma auxiliar nas disciplinas Projeto Gráfico (PG) e Projeto de Produto (PP), que constituem o ciclo profissionalizante do curso de Design. Faz parte de um conjunto de iniciativas, previstas pelo corpo docente, para a estruturação do curso de Design no Departamento de Tecnologia da UFC, e que compreende também a constituição de uma biblioteca temática e criação de um acervo de projetos. O trabalho proposto foca nas atividades de ensino das disciplinas em questão, para a obtenção de uma sistemática pedagógica que traduza e desenvolva o Projeto Pedagógico do curso.

Responsável:
Profa. Dra. 
Claudia Teixeira Marinho

Natureza do Projeto:
Pesquisa

O Patrimônio Histórico na Cultura Digital

O projeto tem como proposta o desenvolvimento de um jogo pervasivo que aborda a educação patrimonial na cidade de Fortaleza, voltado para os alunos do ensino médio do municipio. A partir da aplicação do pensamento do design visa a integração entre pesquisas sobre o computação, preservação patrimonial e metodologia de pesquisa em arte, realizadas, respectivamente por pesquisadores do Laboratório de Pesquisa em Arte, Ciência e Tecnologia (ActLab), Grupo de Redes de Computadores, Engenharia de Software e Sistemas (GREat) e a pela Coordenação de Patrimônio Histórico da cidade de Fortaleza (CPH).

Responsável:
Profa. Dra. 
Claudia Teixeira Marinho

Natureza do Projeto:
Extensão

ON.DA.S. Organismos Vivos em Danças Somáticas

O projeto ON.DA.S. Organismos Vivos em Danças Somáticas tem por objetivo investigar procedimentos de criação em artes e suas relações com/na natureza a partir das experimentações de um corpo vivo, múltiplo e instável, em constante processo de invenção de si e do mundo (corporeidade), tomando a Educação Somática e a Performance (ato performativo) como meios instauradores de processos criativos. Esta pesquisa está sendo desenvolvida juntamente ao Grupo de Pesquisa (Cnpq) B.R.I.S.A: Bio Rizoma de Intervenções Sensíveis e Artísticas no PPGArtes ICA/UFC. Fundamentado na Metodologia de Pesquisa Somático-Performativa, o projeto ON.DA.S. propõe que a partir de uma experiência incorporada, questões poéticas e políticas possam emergir como campo de possibilidades criativas, de construção de um pensamento ético-estético. Para tanto, ON.DA.S. se aproxima da Educação Somática ao explorar processos de criação que tenham como eixo norteador a corporeidade sensível (soma), em interação mútua com o meio ambiente. O projeto está sendo desenvolvido em cidades da costa litorânea do Ceará: Icapuí e Fortaleza. De caráter laboratorial, este projeto será desenvolvido numa parceria entre o Midiadança Laboratório de Dança e Multimidia, coordenado pelo Prof. Dr. Leonel Brum; o Laboratório Abrigos Sensíveis LAS, coordenado pela Profa. Dra. Patrícia Caetano; o CorporeiLabs, coordenado pela Profa. Dra. Catarina Resende (UFF/RJ) e o GIPE-CORPO, coordenado pelo Prof. Dr. Leonardo Sebiane (UFBA). Contando, ainda, com a participação de artistaspesquisadores do PPGArtes ICA|UFC. O projeto ON.DA.S. possui dois bolsistas (UFC) de iniciação científica (Projeto PIBIC).

Responsável:
Profa. Dra. Patricia de Lima Caetano

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Pesquisa em Rede: metodologias, métodos e procedimentos de pesquisa em artes

O objetivo deste projeto é a criação de uma rede de pesquisa dedicada à discussão de metodologias, métodos e procedimentos de pesquisa em artes e estratégias de ação em rede, tendo em vista, as possibilidades oferecidas pelas tecnologias digitais da informação, para a criação de um ambiente digital interativo e a troca de experiências de pesquisa entre os programas de pós-Graduação em artes brasileiros. Fundamentado nos seguintes tópicos: 1. A cultura das redes; 2. A compreensão das metodologias de pesquisa em artes; 3. As contribuições do artista-pesquisador e o pesquisador em artes; esta proposta traz como tema motivador a identificação e a descrição de metodologias, métodos e procedimentos de investigação que possam servir às demandas de pesquisa em artes, sobretudo da arte contemporânea, haja visto, o desafio e a demanda da área por estratégias de investigação que ampliem os parâmetros epistemológicos da produção em artes. Com uma proposição metodológica colaborativa, potencializada pelo ambiente digital, entre diferentes áreas do conhecimento para uma otimização dos métodos de pesquisa em artes, sobretudo, no que se refere à realização de artefatos, interfaces, estratégias de projeto, quanto a apresentação dos resultados dos próprios processos de pesquisa em artes, propõe-se operar um pensamento de pesquisa engajado em investir nas tecnologias digitais, no pensamento em rede e nos estudos sobre processo de criação artístico, para a integralização de linguagens e conhecimentos produzidos pelo artista-pesquisador e pelo pesquisador em artes, como meio de tornar visível e acessível esse conhecimento e metodologias produzidos pelas artes. Como problemas de pesquisa, o projeto apresenta: 1. O processo de criação artística como pesquisa do artista-pesquisador e|ou do pesquisador em artes, trazendo à tona conceitos como experiência estética e atenção (Kastrup, 2012) para colocar em pauta as diferentes metodologias e, consequentemente, produção de conhecimento, geradas pela pesquisa em artes. 2. O compartilhamento dos documentos e caminhos do processo de pesquisa, bem como os próprios métodos e procedimentos emergentes da pesquisa em artes, pois, o formato texto e o suporte gráfico, tradicionalmente empregados para a divulgação dos resultados de pesquisa, nem sempre são os recursos mais apropriados para apresentar a síntese de análise de fenômenos complexos, como é o caso da produção artística. As demandas de ajustes de suportes e de linguagens – da pesquisa à redação – quase sempre resultam na perda da complexidade dos fenômenos estudados, em favor de uma clareza textual. Para tal objetivo, o projeto está fundamentado em dois níveis, um voltado para a abordagem das metodologias, métodos e procedimentos de pesquisa em artes e outro para o desenvolvimento da plataforma digital. Como estratégia de ação o mapeamento de pesquisas realizadas pelos PPGs em artes brasileiros, a realização de um encontro entre representantes dos PPGs , em Fortaleza, para a ampliação desta ação em rede. É proposto também a confecção do projeto de uma plataforma digital que, posteriormente, será desenvolvida visando a divulgação e compartilhamento das pesquisas e metodologias em artes. O encontro terá com tema “Pesquisa em rede: metodologias, métodos e procedimentos de pesquisa em artes”, será sediado em Fortaleza e reunirá dez (10) pesquisadores de PPGs em artes de diferentes regiões do país, durante 5 dias. Busca-se com este encontro estabelecer o início desta rede que manterá atividades em encontros virtuais e alimentará a plataforma digital.

Responsável:
Profa. Dra. 
Walmeri Kellen Ribeiro

Natureza do Projeto:
Inovação

Poéticas do Corpo na Cena Contemporânea: diálogos entre performance, performatividade e criação audiovisual

A Pesquisa Poéticas do corpo na cena contemporânea: diálogos entre performance, performatividade e criação audiovisual, tem como objetivo investigar procedimentos de criação, composição e dramaturgia na e para à cena audiovisual | instalativa ao partir das relações entre a corpo, imagem e mediações técnicas, tendo a performatividade como ponto central para os processos criativos. Esta pesquisa é desenvolvida no Laboratório de poéticas cênicas e audiovisuais – LPCA, coordenado pela Profa. Dra. Walmeri Ribeiro com a participação de artistas-pesquisadores do Programa de Pós-graduação em Artes e da graduação ICA|UFC.

Responsável:
Profa. Dra. 
Walmeri Kellen Ribeiro

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Poéticas do Objeto: da ancestralidade à internet das coisas

Trata-se de uma pesquisa transdiciplinar no campo da arte, envolvendo o design e a tecnologia, com foco nas transformações tecnológicas e culturais que vêm se desenhando atualmente sob a idéia de uma “internet das coisas”. A pesquisa assume como referência inicial tanto o repertório material e imaterial dos objetos e “tecnologias” pré-científicas da cultura africana, particularmente por meio dos quilombos do estado do Ceará, quanto as questões que surgem no momento em que os objetos que nos cercam passam a se comunicar em rede, incorporando recursos como sensores, vídeo e som para tornarem-se máquinas sofisticadas de produção simbólica. O projeto prevê o estudo de tecnologias e práticas culturais decorrentes da “Internet das coisas” e propõe uma leitura crítica e poética desse cenário à partir do cruzamento das filosofias de Vilém Flusser e Gilbert Simondon com os estudos da técnica africana de Candice Goucher e Henrique Cunha. Estes entrecruzamentos são assumidos como potencializadores de especulações poética que ganharão corpo em artefatos que relacionem espaços on-line e off-line / tecnologias de produção simbólica obsoletas e recentes / misticismo e objetos conectados em rede / ancestralidade e especulação poética.

Responsável:
Prof. Dr. Cesar Augusto Baio Santos

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Projet'ares Áudio-Visuais: Estéticas da Imago Movimento via Banco-de-Dados, Design e Outros Gestos de Montagem

 Ao longo dos últimos oito anos, temos aliado a pesquisa teórica à prática em âmbito pedagógico-metodológico. Tais experimentações têm auxiliado na reflexão estética de corriqueiros percursos junto aos atuais dispositivos digitais de edição/montagem audiovisual via banco-de-dados [database]. Investigamos distintas formas cine-videográficas, porquanto é interdisciplinar a relação de produções found footage, filme-ensaio, vídeo-remix e motion graphics. Entre o ontem, o hoje e o amanhã, desmistificamos os meios e processos audiovisuais das mídias “obsoletas” às “novas” possibilidades para produção artística (ambientes off & online, instalações e performances multimídia etc). Didaticamente, trabalhamos junto aos artesãos audiovisuais em form’ação a literatura fantástica e sci-fi aliados à composições visuais (design gráfico e VFx), um diálogo tecno-conceitual sobre o papel da montagem sonoro-imagética na criação da obra de arte via banco-de-dados. Obs: O presente projeto dá continuidade ao projeto de pesquisa cadastrado em junho de 2013 junto ao ICA-UFC – Artesãos Audiovisuais em Form’ação (os modus operandi no artesanato digital de ‘vídeo-remix’) – baseado em “Retóricas Audiovisuais” (2008-2010) e “Retóricas Audiovisuais 2.1” (2011-2015), respectivamente dissertação de mestrado e tese de doutorado na ECA-USP. Podemos compreender como a continuidade projetual se mostra cada dia mais dinâmica e potente no cerne da “aprendizagem compartilhada” tendo em vista de que “Estabelecer um grupo de estudos referente ao tema da pesquisa” era o 1o Objetivo colocado à página 9/13 naquele projeto inicial ao ICAUFC. Em 08 de maio de 2015 deu-se o primeiro encontro do #IR! [Intervalos & Ritmos], grupo de estudos sobre estéticas e modus operandi em montagem audiovisual. Desde então, o #ir! é um coletivo bastante ativo junto à comunidade acadêmica da Universidade Federal do Ceará, com participação em diversos campi, sendo alguns de seus integrantes cadastrados como bolsistas Projet’ares Audiovisuais (UFC, 2016-2018; bolsas financiadas via SECULT-ARTE e PROGRAD).

Responsável:
Profa. Dra. Milena Szafir
profmilena@manifesto21.tv

Natureza do Projeto:
Pesquisa

Trânsitos na Cena Latino-Americana

Grupo de pesquisa sobre o teatro latino-americano atual (encenações e dramaturgias) que visa ampliar o trânsito de saberes acadêmico-artísticos entre os diversos países latino-americanos, por meio de seminários, traduções e publicações de textos em edições bilíngüe (português – espanhol).

Responsável:
Prof. Dr. 
Héctor Andrés Briones Vásquez

Natureza do Projeto:
Pesquisa